Na imagem, um alvo com uma flecha no centro, indicando uma meta alcançada, com pessoas festejando ao redor.

O que são as Metas SMART e como usá-las agora para melhorar seus resultados.

Aprenda com exemplos a utilizar o método SMART para criar suas metas e comece a transformar seu negócio e sua vida ainda hoje.

Metas SMART é uma metodologia de definição e validação de metas inteligentes (que é o significado da sigla em inglês) que se baseia em 5 fatores: S (específica), M (mensurável), A (atingível), R (relevante) e T (temporal).

Neste texto, eu vou lhe explicar um pouco mais sobre esse método, mostrar como ele pode influenciar na sua capacidade de alcançar os resultados esperados e dar alguns exemplos de metas SMART para inspiração.

Como eu disse, SMART é uma ferramenta de planejamento, tanto pessoal quanto profissional e empresarial, para criar metas simples e poderosas. Criada em 1991 por George Doran, seu objetivo era estabelecer uma forma menos confusa para empresas (e pessoas também!) a descrever os resultados que pretendiam alcançar. Para ele, as empresas perdiam o foco por ter muita informação disponível. Você já se sentiu assim?

Hoje, entendemos que estabelecer metas é uma ação extremamente importante tanto para empresas quanto para pessoas, por trabalhar a motivação de cada um. Ter uma meta simples e clara que indique onde você quer chegar ajuda a mantê-lo motivado no caminho. Uma meta bem estabelecida também funciona como uma espécie de calculadora: “Já cheguei onde eu quero? E se não cheguei, quanto falta?”. 

O que são as Metas SMART?

Quando as metas são bem definidas, todos os envolvidos saem ganhando.
Quando as metas são bem definidas, todos os envolvidos saem ganhando.

As metas SMART são o direcionamento claro e objetivo de onde você ou sua equipe querem chegar. Elas norteiam todo o seu processo e funcionam também como uma forma de checklist. Abaixo você vai entender como funciona cada letra da sigla.

S para Meta eSpecífica

A letra S na sigla significa Specific, ou, traduzindo, Específico. Significa dizer que a sua meta precisa dizer exatamente onde se quer chegar e de uma forma que todos possam entender. Pense assim, se alguém lhe disser que tem como meta crescer o próprio negócio, você saberia dizer como, quanto e quando essa pessoa vai cumprir a meta? Você não vai saber como e onde quer chegar com uma meta que não foi bem detalhada.

Voltando ao exemplo, crescer o próprio negócio pode significar muitas coisas: abrir uma filial, conquistar novos clientes, aumentar o espaço físico, vender mais, etc. As interpretações são muitas, dificultando a visualização clara de um caminho a percorrer.

Quando estiver escrevendo uma meta, pergunte-se o seguinte:

  • O que deve ser alcançado? Qual é o objetivo com essa meta?
  • Quem deve alcançar essa meta? Quem é o responsável?
  • Onde deve ser alcançada? Em qual setor (da empresa ou vida) a meta precisa ser alcançada?
  • Por que essa meta é importante?
  • Como será alcançada? Quais as ferramentas que tenho à minha disposição para alcançar essa meta?

Vamos revisitar o exemplo da pessoa que deseja crescer o negócio e reescrever a meta de forma específica passando por todas as perguntas.

O que deve ser alcançado? 

O crescimento do negócio.

Quem deve alcançar essa meta? 

Os vendedores.

Onde deve ser alcançada? (Setor)

Setor Comercial

Por que essa meta é importante?

Crescer o negócio é importante para equilibrar o caixa e possibilitar investimentos.

Como será alcançada?

Alcançando novos clientes pagantes no mês de fevereiro.

Uma nova meta deveria ser escrita assim: Alcançando novos clientes pagantes pelo setor comercial para equilibrar o caixa e possibilitar investimentos.

Percebe como ficou muito mais claro? Detalhar suas metas deixa seu planejamento mais fácil de ser realizado porque você sabe onde quer chegar e como quer chegar.

M para uma Meta Mensurável

Uma meta bem detalhada sozinha não faz tanto pelo seu negócio. Você também precisa conseguir medir. Afinal, como saber que você alcançou a meta se você não tem como mensurar? 

Para uma meta ser mensurável, ela deve responder as questões:

  • Qual é o resultado esperado?
  • Quanto tempo será necessário para a equipe alcançar a meta?

Retomando o exemplo anterior, poderíamos dizer que a meta é “Alcançar 10% a mais de novos clientes pagantes(…)”, assim, temos como acompanhar os números de perto e entender se a meta foi alcançada ou não. Pense assim: como você pode alcançar uma meta se não sabe de quanto é a meta? 

Ótimo, agora que você entendeu como medir, imagine que essa mesma empresa do exemplo alcançou a meta e, para motivar a equipe, o gestor aumentou a meta para 80% no próximo mês. Será que é uma meta atingível?

A para uma Meta Atingível

Toda meta para ser SMART, inteligente, precisa ser atingível. Não vai adiantar estipular uma meta que é quase impossível de ser alcançada. Isso pode até soar óbvio, mas muita empresa peca exatamente nessa etapa. 

Uma meta muito difícil de ser alcançada pode agir de forma contrária e desmotivar a sua equipe. Mesmo que várias estratégias sejam desenvolvidas e executadas, o resultado não será satisfatório. O saldo final é uma equipe desmotivada que provavelmente irá performar mal no próximo balanço de metas. A mesma coisa serve para pessoas, você consegue ter um bom desempenho quando está desmotivado?

Definir uma meta atingível precisa sobretudo de reflexão. Olhe para os recursos (financeiros, humanos, infraestruturais, etc.) que estão disponíveis no momento e se pergunte: dá para alcançar essa meta com o que está disponível agora? Da mesma forma que feito é melhor que perfeito, uma meta menor que seja atingível é melhor do que uma meta enorme mas impossível de ser alcançada.

R para tornar a meta Relevante

Novamente, é hora de refletir. A meta escolhida é relevante? Quanto mais relevante uma meta é, isto é, quanto mais a gente conseguir ver o resultado na prática, seja no aumento de clientes, ticket médio ou fidelização, mais motivada a equipe estará. 

Ao criar uma meta relevante, olhe os indicadores mais importantes da empresa, como o faturamento, número de clientes e lucro. 

Pensando no exemplo de “Alcançar 10% a mais de novos clientes pagantes”, é muito claro que bater a meta afeta diretamente o negócio, aumentando o fluxo de caixa. 

T para manter sua Meta Temporal

No exemplo que usamos durante todo o artigo, o último passo é determinar o prazo. Atrelar a sua meta a um período de tempo é extremamente importante. Uma meta inteligente precisa de prazo. Sem prazo, sua meta pode ser alcançada amanhã ou em um ano, mas será que daqui um ano ainda será relevante? Se você precisa aumentar sua carteira de clientes agora, o prazo deve ser proporcional a essa urgência. 

Dessa forma, uma Meta SMART ficaria:

“Alcançar 10% a mais de novos clientes pagantes em 1 mês”

Agora temos uma meta específica, mensurável, atingível, relevante e temporal. Você já sabia desse método? Como ficaram as suas metas depois de usar o SMART? Conta para mim nos comentários!

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo Anterior
Garoto estudando remotamente.

Ferramentas para tornar a aula remota mais dinâmica e engajar os estudantes.

Próximo Artigo

Podcast: Você é menino de recados ou pessoa de entrega?

Postagens Relacionadas
Total
0
Share