Apenas 8% das pessoas batem suas metas de ano novo.

Apenas 8% das pessoas batem meta, aqui está o porquê

De acordo com um estudo da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, apenas 8% das pessoas em todo o mundo conseguem cumprir com as promessas e metas de Ano Novo, deixando outros 92% a ver navios. Mas por que isso acontece e o que podemos fazer para quebrar esse ciclo?

Chegou a hora de termos uma conversa de gente grande. De acordo com um estudo da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, apenas 8% das pessoas em todo o mundo conseguem cumprir com as promessas e metas de Ano Novo, deixando outros 92% a ver navios. Mas por que isso acontece e o que podemos fazer para quebrar esse ciclo? É o que vou te mostrar nos próximos parágrafos.

Apenas 8% das pessoas batem suas metas de ano novo.
Apenas 8% das pessoas batem suas metas de ano novo.

Primeiramente, para começar a alcançar suas metas, você precisa mudar seu mindset, além de mudar também a forma como você determina suas metas. Escrever suas metas do ano e depois esquecer, como já vi alguns profissionais aconselharem, pode não ser a melhor forma de alcançar o que você deseja. É preciso acompanhamento! Como saber se você já chegou lá ou quanto falta para chegar se você não acompanha? Agora que já entendemos isso, vamos ver o que os 8% da população que realmente batem metas fazem de diferente.

Entenda onde você quer chegar

Entenda onde você quer chegar.
Entenda onde você quer chegar.

Eu sempre digo nas minhas palestras: se você quer alcançar algo, pense primeiro no resultado e depois trace o caminho para o seu sucesso. Parece bobo falar isso, mas é o primeiro passo para você verdadeiramente alcançar os seus objetivos. Quando estiver escrevendo as suas metas, tire um tempo para listar tudo o que você vai precisar para chegar lá, essas serão as suas submetas. Submetas são pedaços menores da sua meta que, quando concluídos, lhe dão suporte para atingir o que você deseja, um degrau de cada vez.

Metas específicas e desafiadoras (mas que não sejam impossíveis)

Suas metas devem ser desafiadoras.
Suas metas devem ser desafiadoras.

Em uma pesquisa realizada entre 1969 e 1980, os cientistas Edwin Locke e Gary Latham descobriram que pessoas que determinavam metas específicas e desafiadoras conseguiam um desempenho cerca de 90% maior do que o restante da população.

Basicamente, funciona assim: quanto mais clara for a sua meta, mais fácil de determinar o caminho até alcançá-la; quanto mais desafiadora for a sua meta, mais motivado você estará para consegui-la. Mas atenção, estamos falando de metas desafiadoras e não impossíveis. Para validar as suas metas, você pode utilizar o Sistema SMART que já tratei aqui em outro post.

Um exemplo de meta que não é nem específica nem necessariamente desafiadora: perder 20kg. Eu não sei dizer nem como vou conseguir, nem porquê, nem qual o prazo para fazer isso acontecer. Perder 20kg em 6 meses pode ser desafiador, já em 2 anos talvez não seja um desafio tão grande assim. Vamos reescrever essa meta de forma mais clara e audaciosa? 

Perder 20kg entre os meses de Julho e Dezembro cortando açúcar refinado, fast food, alimentos ultraprocessados e fazendo caminhadas diárias de 20min para em Dezembro eu poder viajar com a família para a praia e me sentir bem em meu corpo.

Viu como a meta ficou muito mais clara e audaciosa? Agora você já sabe como vai perder os 20kg e o tempo que tem disponível para conseguir. Além disso, você também tem um fator motivacional na meta: “viajar com a família para a praia e me sentir bem em meu corpo”. Uma meta mais clara deixa tudo mais fácil. Já expliquei mais sobre como escrever metas claras num outro post sobre Metas SMART, toque aqui que eu te levo lá.

Caso a sua meta seja muito audaciosa e você se sinta desmotivado, quebre-a em metas menores e mais fáceis de serem cumpridas ao longo do período estabelecido. Pense assim: o que é mais fácil, escalar o Everest em um dia ou escalar 200m todos os dias até conseguir? Para alcançar suas metas mais desafiadoras, divida-as em metas menores e mantenha a constância, você vai ver que é muito mais fácil manter a motivação dessa forma.

A sua meta precisa ser importante para você e alinhada com seu propósito de vida.

Sua meta precisa estar alinhada com o seu propósito de vida.
Sua meta precisa estar alinhada com o seu propósito de vida.

Parece estranho dizer que sua meta precisa ser importante para você, alinhada com seu propósito de vida, mas muita gente comete o erro de tomar uma meta para si que na verdade não ressoa com seus objetivos pessoais. Uma meta que não lhe acenda fogo nos olhos e pela qual você não pagaria o preço que for para conseguir dificilmente será uma meta cumprida no prazo, se é que será cumprida. Isso acontece porque uma meta que não tem importância para você não lhe motiva. Nos primeiros dias pode até parecer fácil, mas quando as dificuldades aparecerem você irá desistir rapidamente porque desde o início não fez sentido. 

Por isso, quando estiver escrevendo suas metas, pergunte-se: o quanto eu quero alcançar isso? Eu estou me colocando de corpo e alma desde o início? Como a minha vida vai ser depois que eu concluir essa meta? No fim de tudo, vai valer a pena todo o esforço?

Se a sua resposta for não para pelo menos uma dessas perguntas, talvez seja a hora de você repensar essa meta. Uma meta não cumprida pode parecer inofensiva, mas com o tempo ela vai minar sua força de vontade e motivação para cumprir outras metas. Pensamentos distorcidos como “se eu não consegui cumprir aquela meta, o que me faz acreditar que vou cumprir essa?” são comuns para quem não cumpriu uma meta (que provavelmente não era tão importante assim).

Feedback

Feedback
Feedback

Uma única palavrinha que pode mudar tudo. Sim, tudo. Todos nós somos humanos e cair na tentação de hábitos antigos e tóxicos é relativamente fácil. Para evitar que isso aconteça e acabe com todos os esforços que você fez até agora, é importante que você tenha uma rede de suporte que lhe dê feedback sobre o seu processo. Treinadores, gerentes, mentores, amigos e/ou parceiros que possam lhe acompanhar na jornada, lhe dar feedback do progresso feito e segurar sua mão quando você quiser procrastinar são as pessoas que você vai querer ter em sua rede. 

Não se engane. Em alguns dias, você vai realmente querer desistir de tudo, principalmente quando as dificuldades aumentarem. O cérebro humano evoluiu de tal forma que recompensa quando fazemos pouco esforço (porque na natureza, nossos antepassados nômades precisavam poupar suas energias), logo, é muito fácil que você caia na tentação de procrastinar as suas metas, ter uma rede de suporte ajuda nesses momentos.

Mantenha-se Resiliente

Você precisa ser resiliente.
Você precisa ser resiliente.

Psicólogos definem a resiliência como o processo de adaptação em face da adversidade, trauma ou outras fontes de estresse, como problemas no relacionamento, na família, saúde ou finanças. Além de se recuperar dessas situações, ser resiliente significa também aprender e crescer com cada experiência. Pessoas resilientes não ficam ruminando suas falhas, elas aceitam a situação, aprendem com seus erros e seguem em frente. Elas entendem que nem sempre as coisas seguem como planejado. Você pode ler mais sobre como construir a sua resiliência nesse outro artigo que escrevi, basta tocar aqui.

Alinhe suas metas de curto e longo prazo

Alinhe suas metas de curto e longo prazo.
Alinhe suas metas de curto e longo prazo. Fonte: Estée Janssens on Unsplash

Pessoas que possuem metas de curto e longo prazo alinhadas, isto é, uma contribui com a outra, geralmente mantêm-se mais motivadas durante a jornada. Alinhar suas metas significa dizer que o que você está fazendo agora no curto prazo dá suporte para o que você quer alcançar no longo prazo. Assim como um barco não é construído da noite para o dia, você também provavelmente não vai construir a vida que deseja com metas que não colaborem entre si. Cada uma de suas metas deve estar colocando uma pedrinha no alicerce dos seus sonhos.

Evite praticar multitarefas

Evite praticar multitarefas
Evite praticar multitarefas

Se você ouve o meu podcast Café com Joval, vai reconhecer a frase “Se você tem foco em três tarefas, você não tem foco em nenhuma”. Eu sempre repito isso porque é de extrema importância que você entenda: não adianta tentar abraçar o mundo inteiro, comece pequeno e vá construindo ao longo do processo. 

Quando você faz multitarefa, está dividindo o seu foco entre várias tarefas, diminuindo a qualidade do seu trabalho e levando mais tempo para alcançar os seus objetivos. Os 8% que batem suas metas todos os anos sabem que trabalhar melhor é mais importante do que trabalhar mais, por isso eles tiram o tempo necessário para fazer uma tarefa de cada vez.

Pratique Pomodoro

Pratique Pomodoro.
Pratique Pomodoro. Fonte: Marcelo Leal on Unsplash

Talvez você nunca tenha ouvido falar, mas existe uma técnica de concentração criada na década de 1980 que pode lhe ajudar a deixar a procrastinação de lado e aumentar o foco. O princípio é simples: você trabalha durante 25 minutos e descansa por 5 minutos. Quando repetir isso por 4 vezes, você “ganha” uma pausa maior de 15-30 minutos. A técnica, que recebe o nome de Pomodoro por causa dos timers de cozinha em formato de tomate (em italiano, tomate é pomodoro), tem como objetivo reduzir as interferências no fluxo e foco durante uma atividade. Você pode ler mais sobre Pomodoro tocando aqui.

Prepare sua trilha sonora

Tenha sua playlist.
Tenha sua playlist. Fonte: Music photo created by wayhomestudio – www.freepik.com

Vários estudos já comprovaram que a música é uma grande aliada na hora de manter o foco, o ânimo e aumentar a produtividade para alcançar uma meta. Aqueles que acompanham minhas lives no Instagram vão logo lembrar que toda live inicia com uma música animada diferente para criar uma atmosfera propícia para aprender e atingir seus objetivos. Como a música pode tocar em cada um de forma diferente, tire um tempinho para criar duas playlists: uma com as canções que realmente fazem seu sangue ferver, para quando você precisar de uma dose de ânimo maior; outra com canções que colocam sua mente em um estado de foco profundo. Se quiser, você pode conferir a minha playlist para ter um exemplo de trilha sonora de alto impacto, basta tocar aqui.

Bater metas é um processo ativo, diário e contínuo. Você não pode simplesmente esperar que as coisas aconteçam a seu favor, você precisa ir atrás e lutar por aquilo que é importante para você. Ninguém pode lhe dizer quais são suas metas, só você pode defini-las e só você pode alcançá-las. Tire um tempinho para pensar sobre e colocar em prática as dicas que dei acima. Não tem milagre, tem trabalho duro e determinação todos os dias. Vamos para cima, realizador!


O que você adicionaria a esta lista? Coloca aqui nos comentários ou nas redes sociais me marcando @JovalLacerdaOficial e usando as hashtags #CaféComJoval #PerformanceImporta e não esqueça de enviar este artigo para aquele amigo que precisa bater metas.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo Anterior

Podcast: Quanto você vale?

Próximo Artigo
Objetivos e Metas

Por que você não bate metas?

Postagens Relacionadas
Total
0
Share